terça-feira, 26 de julho de 2016

Dia dos Avós

Dia dos avós

A felicidade de ser avó

Sempre amei ser mãe. Ser avó então... nossa. Foi um presente que só Deus poderia me conceder. E como se eu voltasse no tempo e finalmente pudesse pegar novamente no colo aquela criança que corria pela casa brincando. Eu sou uma avó infinitamente apaixonada pelo meu netinho.

O motivo da postagem é porque quero compartilhar com vocês o sentimento da alegria de ser avó

E lendo Raquel de Queiroz lembrei das vovós e separei alguns trechos os quais eu me identifiquei.

Tenho certeza que ao ler ou reler a obra da Raquel de Queiroz, muitas vovós vão se reconhecer em algumas frases.  

"A Arte de Ser Avó" - Raquel de Queiroz

"Netos são como heranças: você os ganha sem merecer. Sem ter feito nada para isso, de repente lhe caem do céu. É, como dizem os ingleses, um ato de Deus. Sem se passarem as penas do amor, sem os compromissos do matrimônio, sem as dores da maternidade"...

"... Não lhe incomoda envelhecer, é claro. A velhice tem as suas alegrias, as suas compensações - todos dizem isso embora você, pessoalmente, ainda não as tenha descoberto - mas acredita..."

"... A saudade é de alguma coisa que você tinha e lhe fugiu sutilmente junto com a mocidade. Bracinhos de criança no seu pescoço. Choro de criança. O tumulto da presença infantil ao seu redor. Meu Deus, para onde foram as suas crianças?..."

"...E então, um belo dia, sem que lhe fosse imposta nenhuma das agonias da gestação ou do parto, o doutor lhe põe nos braços um menino..."

"... São amores novos, profundos e felizes que vêm ocupar aquele lugar vazio, nostálgico, deixado pelos arroubos juvenis..."

"... E quando você vai embalar o menino e ele, tonto de sono, abre um olho, lhe reconhece, sorri e diz: "Vó!", seu coração estala de felicidade, como pão ao forno..."

"...E o misterioso entendimento que há entre avó e neto, na hora em que a mãe o castiga, e ele olha para você, sabendo que se você não ousa intervir abertamente, pelo menos lhe dá sua incondicional cumplicidade..."

"... Até as coisas negativas se viram em alegrias quando se intrometem entre avó e neto: o bibelô de estimação que se quebrou porque o menininho - involuntariamente! - bateu com a bola nele. Está quebrado e remendado, mas enriquecido com preciosas recordações: os cacos na mãozinha, os olhos arregalados, o beiço pronto para o choro; e depois o sorriso malandro e aliviado porque "ninguém" se zangou, o culpado foi a bola mesma, não foi, Vó? Era um simples boneco que custou caro. Hoje é relíquia: não tem dinheiro que pague..."

Se quiser ler na íntegra acesse o Site :  A arte de ser avó - Raquel de Queiroz

Parabéns a todos os Vovôs e Vovós
#DiaDosAvós

Nenhum comentário: